0

Como Vender Serviços Pela Internet

Serviços pela internet

Veja se não é verdade: hoje em dia, para se quer comprar um produto ou serviço, basta ir ao Google e fazer uma busca. Muitas vezes virão páginas e páginas de empresas ou pessoas que fornecem o que você está procurando.

Se você é uma destas pessoas que está oferecendo o produto ou serviço, você quer estar nas primeiras posições da primeira página, certo? É por isso que hoje vamos falar sobre como vender serviços pela internet!

A primeira coisa é determinar, de forma bem clara, que tipo de serviço você vai prestar. De preferência, escolha algo que lhe dá prazer.

Sei que você já ouviu isso muitas vezes, mas é verdade! Se você escolhe algo apenas pelo retorno financeiro, mas não tem qualquer interesse ou satisfação naquela atividade, na hora que aparecerem as primeiras dificuldades (e elas sempre vem, em maior ou menor escala!), você vai querer desistir.

Então, sim, escolha com a mente, (claro que precisa ser algo viável, que tenha potencial de retorno), mas também coloque seu coração no assunto.

“Qualquer trabalho seria terrivelmente aborrecido se não jogássemos o jogo apaixonadamente.”

–  Simone de Beauvoir

=> Se você já tem definido o seu tipo de serviço, pule para o próximo item. 

Caso contrário, veja as sugestões abaixo e lembre-se:

Aqui nos Estados Unidos, enquanto os produtos tendem a ser muito mais baratos que no Brasil, a mão de obra é mais cara. E isso pode ser um grande diferencial ao seu favor!

Ideias de Serviços


  • Arte e decoração:
    • Lembrancinhas
    • Artesanato
    • Decoração de festas

Se você tem como dom trabalhos manuais, aqui você tem uma grande chance. Mesmo que aqui nos Estados Unidos, encontre-se com facilidade muitas lojas com uma variedade grande de produtos deste tipo, normalmente são produtos de massa, bonitinhos, mas comuns.

A oportunidade aqui é você se destacar à partir do seu toque especial, fazer diferente.

Um exemplo seria, ao desenvolver a decoração para uma festa de 30 anos, você faz uma consulta no Google para ter ideias de citações / frases interessantes:

No Google: “30th birthday quotes”

Um dos resultados é a página do Pinterest:

Resultado de busca de frases

São diversas ideias de frases que você pode aproveitar para colocar em quadrinhos espalhados pelo salão, ou nos copos, lembrancinhas…

O céu é o limite, e a internet é sua ajudante para não precisar reinventar a roda, mas aprimorar o que já existe, dando seu toque pessoal!

  • Digitação de documentos:

É o tipo de serviço mais mecânico, em que você não precisa usar a criatividade, nem fazer correções.

Na verdade, nem deve! A digitação deve ser feita exatamente como está no original. Claro, você pode até fazer anotações à parte para esclarecer posteriormente com a pessoa que lhe contratou. Mas saiba que isso não é esperado de você.

O que você tem que ter é bastante atenção para detalhes, para não deixar passar um acento ou uma pontuação, por exemplo.

E, é claro, quanto maior a velocidade de sua digitação, mais resultado você poderá gerar.

  • Fotografia:

Bebê

O mundo de hoje é muito visual. As pessoas, de modo geral, se sentem muito atraídas por imagens bonitas, bem coloridas (ou P&B). Veja os apps que fazem sucesso: Instagram, Pinterest, Facebook… são todos baseados em imagens!

Se você domina as técnicas de fotografia, uma boa opção é enveredar por esta área. Além das festas de aniversário, batizados, casamentos, aqui são muito comuns aquelas fotos de final de ano da família toda, de bebês, ou dos filhos a cada ano, para registrar o seu crescimento.

  • Baby-sitting:

Muito comum entre as adolescentes americanas para ganhar um dinheirinho, esta prática não se restringe a elas. Aliás, quanto mais vivência você tiver, mais mais inspirar confiança às mães.

Sempre há espaço para uma profissional competente, e atenciosa.

Aqui cabe uma observação em relação à diferença cultural. Se no Brasil, beijamos e abraçamos com facilidade, aqui dependendo da região em que você mora, pode ser exatamente o oposto. Então, vá com cuidado nesta área. Observe, vá sentindo até onde pode ir. E na dúvida, se sentir abertura para isso, pergunte!

DICA: Para valorizar seu passe, você pode obter certificação em CPR e FIRST AID via internet. 

A American Red Cross oferece cursos específicos para baby-sitter, incluindo FIRST AID e CPR.

Acesse:

http://www.redcross.org/take-a…

  • Salgadinhos e Doces:

Se tem uma coisa que os expatriados sentem falta é das comidinhas do Brasil. Seja para o dia-a-dia, seja para celebrações, o que não pode faltar é coxinha, brigadeiro, pão de queijo…

Se você tem a mão boa e receitinhas especiais, por que não ajudar a matar a saudade dos amigos, cobrando um preço justo?

Pense nisso, resgate receitas de família, experimente ingredientes, troque ideia com amigos para saber o que mais gostariam de comer… Este pode ser o início de um negócio de muito sucesso!

  • Acertos e Consertos de roupas:

Ajustar bainhas, trocar zíper, acertar uma costura que se desfez… Se para você estas são tarefas fáceis, e você dispõe de máquina de costura, esta pode ser uma boa opção de renda.

Para mim são dificílimas, e por isso, pago aos outros para fazerem.

É verdade que a cultura americana é mais voltada para o descartável. Estragou, jogam fora! Mas nós brasileiros, de modo geral, consertamos e usamos mais um pouco. Principalmente aquelas peças com que nos apegamos mais, não é verdade?

  • Limpeza de Casa (Housekeeping):

Sei de muita gente que vem para cá disposta a fazer qualquer coisa para ganhar dinheiro, inclusive faxina.

Se no Brasil está é uma tarefa mais discriminada e não tão bem remunerada, aqui é diferente. Dependendo da região do país, uma faxina pode lhe render $100.00 por 2-3 horas de trabalho.

Aqui não é por diária, como no Brasil em que a casa toda é limpa; você combina o que vai ser incluído, banheiros, aspirar os quartos e limpar a cozinha, por exemplo.

Pode ser lucrativo. Ouvi falar de uma dentista que, por não poder exercer a sua profissão de formação, começou a fazer faxinas. Vive de carro novo, roupas arrumadas, filho na faculdade.

Basta fazer as contas.

Se forem 2 casas por dia, serão: 2 x $100.00 x 5 dias na semana x 4 semanas = $4,000.00, por mês.

Nada mal!

  • Marketing de afiliados:

Esta opção eu só Descobri na América, nem sabia que existia, apesar de também existir no Brasil.

Ter um computador e acesso à internet, já bastam para você desenvolver esta carreira que pode ser muito lucrativa.

Basicamente você (o afiliado) faz indicações de produtos e serviços disponíveis no mercado, e ganha uma comissão por cada pessoa que você consegue converter.

Essa conversão pode ser de várias formas, mas aqui vão alguns exemplos:

-> CPC (Cost-Per-Click) / Custo por Clique – o afiliado ganha comissão sempre que alguém clicar no seu anúncio.

-> CPA (Cost-Per-Acquisition ou Cost-Per-Action) / Custo por Ação – a comissão é paga sempre que uma determinada ação aconteça, como por exemplo: uma inscrição ou uma venda.

-> CPM (Cost-Per-Impressions) / Custo por Impressão – o pagamento é devido a cada 1.000 visualizações do anúncio.

-> CPS (Cost-Per-Sale) / Custo por Venda – o pagamento é devido em função das vendas geradas.

Esta, pessoalmente, foi a minha opção porque me permitiu trabalhar de casa, ter tempo de qualidade com a minha família e aprender conforme fui desenvolvendo meu blog.

Sou apaixonada pelo que faço porque além de poder ajudar outras pessoas com a minha experiência, conheço gente maravilhosa, ouço suas histórias, aprendo, e ainda ganho dinheiro.

O segredo, na minha opinião, é trabalhar com seriedade, honestidade, dedicação e amor.

Eu só indico no que confio, e muitas indicações não me rendem qualquer comissão porque não estão na minha carteira de afiliações. Além disso, quando geram algum pagamento para mim, eu tenho 100% de certeza de que o valor cobrado do meu visitante é exatamente o mesmo de mercado, não há qualquer acréscimo.

=> Se quiser, clique a seguir para saber mais sobre o programa que eu escolhi para aprender sobre Marketing de Afiliados.

  • Design de websites:

A maioria das pessoas, hoje em dia, reconhece a importância de estar presente na internet para divulgar seu produtos ou serviços. No entanto, muitos não querem se envolver ou não têm o tempo para desenvolver seu próprio site.

Aqueles que já conhecem as técnicas e ferramentas, ou aqueles têm interesse pelo assunto e gostariam de aprender, podem enveredar por esta área.

Os aplicativos estão cada vez mais simples e intuitivos (foi-se a época em que era necessário saber codificação para isso).

Conseguiu decidir por algum serviço? Maravilha! Mas já sabe concretamente o quanto ele vale?

Quanto Cobrar pelos Serviços?


OK, você está nos Estados Unidos, um país diferente do seu de origem, e não tem ideia de quanto o mercado paga. Então quanto cobrar?

Calma, isso não vai ser empecilho para os seus planos de sucesso!

Existe um site sensacional que tem a maior base de dados de trabalhos dos EUA: PayScale.com

Você preenche algumas informações a respeito do tipo de trabalho e, ao final, ele te apresenta um Relatório Salarial (Salary Report):

Pay Scale - Relatório Salarial

Se você não conseguir achar a sua atividade no PayScale, faça uma busca:

No Google: “salary + <atividade>”

Pronto! Já sabe o que vai fazer, quanto cobrar, então agora é só começar!

Espera um instante… Para quem você vai oferecer seus serviços? Vai se limitar ao ciclo de amigos?

Estar Presente Online: Necessidade Atual


Quando se tem uma loja física ou mesmo um escritório num centro de negócios, chances são que clientes passarão à sua porta e acabarão por notar sua presença e o que você oferece.

Mas quando você está em casa, sem loja ou escritório físico, isto não acontece.

Ainda bem que, cada vez mais, quando uma pessoa sente necessidade de contratar um serviço ou comprar um produto, ela vai primeiro à internet e digita o que procura no Google ou em outra ferramenta de busca.

Daí a necessidade de, cada vez mais, ter presença forte online. À cada busca que potenciais clientes façam, você quer estar no topo dos resultados. Assim, suas chances de que eles entrem em contato com você serão muito maiores.

Não se engane, a internet é uma ferramenta poderosíssima, e devemos tirar o máximo de proveito dela.

Isto vale também para negócios tradicionais, com pontos físicos. Quanto maior sua presença na web, mais chances de vendas

Mas então você vai ter que contratar alguém para isso?

Não precisa!

Como Promover / Vender seu Serviço Online?


Uma opção é anunciar em algum dos muitos sites especializados em promover serviços diversos.

Alguns exemplos são:

  • Behance.com – divulga serviços relacionados a trabalhos artísticos, de modo geral.

Behance.com

Se você escolheu o Design de Websites na lista mais acima, anunciar no Behance.com é uma opção.

  • Housekeeper.com – como o próprio nome diz, permite anunciar profissionais ligados à limpeza.

Housekeeper.com

P.S.: Eu pessoalmente nunca utilizei os serviços do Behance, nem do Housekeeper. Mas você pode fazer uma busca mais aprofundada, buscar avaliações e chegar às suas próprias conclusões.

Aliás, aqui vai mais uma…

…DICA: Quando você for adquirir um produto ou serviço que ainda não conheça, aqui nos Estados Unidos, faça uma busca por Reviews. Ser for uma “roubada”, ou não for gente séria, vai sempre aparecer um monte de avaliação negativa.

É só digitar:

No Google: <serviço> + review

Por exemplo:

Busca por avaliações do Housekeeper.com

Uma outra forma, que não exclui a primeira, é desenvolver um Portfolio Pessoal, com sua apresentação, imagens e detalhes com formação, experiência, diferenciais, trabalhos anteriores, na forma de um Website Personalizado.

Para isso, claro, você pode contratar alguém ou pode fazer pessoalmente.

Como disse mais acima, na lista de TIPOS DE SERVIÇOS, as ferramentas estão cada vez mais simples e intuitivas.

O Wix.com é muito popular e te permite criar um site de graça.

Experimente: wix.com ou pt.wix.com (versão em português)

DICA: Decida em que língua será seu Website Pessoal em função do seu público ou nicho. Se você decidir focar, de forma mais restrita, apenas na comunidade brasileira, poderá ser em português; mas se o foco for o mercado americano como um todo, deverá ser em inglês.

Ai, ai, o inglês…

Tá difícil escrever na língua inglesa?


Quando estou escrevendo artigos em inglês, tenho muitas dúvidas principalmente nas preposições. Não sei se é o seu caso, mas eu não quero fazer feito, errando coisas básicas e talvez até assustando potenciais clientes.

Você pode estar pensando: “mas basta usar corretor ortográfico do Word, é só selecionar o idioma inglês!”.

A questão é que o corretor do Word é bem básico. Não me entenda mal! Ele funciona bem para textos simples, para a crítica de palavras soltas. Mas em se tratando de textos para um site, como é o caso, ele já não consegue detectar problemas mais estruturais.

Para isso, eu descobri uma ferramenta sensacional! Foi meio que por acaso, mas depois vi ser muito popular entre os profissionais da internet, inclusive entre os nativos da lingua inglesa.

Isso, claro, me deu mais segurança ao utiliza-la.

Chama-se GRAMMARLY e está disponível nas versões FREE e PREMIUM.

Você pode muito bem usar a versão FREE totalmente de graça e continuar dessa forma pra sempre. Não há qualquer pressão para você fazer um upgrade.

Agora a versão PREMIUM é realmente potente! Identifica problemas na escrita e sugere otimizações que podem fazer toda a diferença na apresentação dos seus serviços ou produtos, no envio de cotações, trocas de mensagens para esclarecer o que está e o que não está incluso no serviço, na solicitação para o cliente fazer uma avaliação positiva no Google+, Facebook ou qualquer outra mídia social.

Se você se inscrever para usar o GRAMMARLY através do meu link, eu vou ganhar uma pequena comissão (o que me ajuda a manter o site), mas o preço cobrado de você não aumentará em nada. Então para você, em termos financeiros, não fará diferença usar ou não meu link.

Espero que eu tenha ajudado a esclarecer algumas dúvidas, ou tenha despertado uma ideia interessante. O importante é avançar em direção ao seu sucesso!

Se você tem alguma dica para acrescentar, ou pergunta à fazer, fique à vontade para usar o espaço abaixo.

Vamos continuar o papo!

Abraços!

 

 

 

Eliane Lima

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *